Big Data, algoritmos e plataformas: as novas formas de governo à luz da teoria do transindividual de G. Simondon

O objetivo deste subprojeto é articular uma teoria social e política sobre a generalização do Big Data, os algoritmos que os processam e as plataformas que se traduzem tanto em formas específicas de controle e subjetivação social, cultural, econômica e política. No domínio do processamento de dados e algoritmos, isto significa abordar novas formas de vigilância, que foram intensificadas no cenário pandêmico. No domínio das plataformas, o projeto abordará sua importância na definição das características do capitalismo contemporâneo e dos desafios da região latino-americana em sua inserção em um cenário geopolítico complexo.

Deixar uma resposta